Informativos

Uma boa alimentação no ambiente de trabalho

A importância da boa alimentação nas empresas


É cada vez mais claro para empresários e gestores que o patrimônio de uma empresa não está concentrado apenas em instalações e equipamentos. Os recursos humanos constituem um patrimônio tão ou mais significativo que os demais e por isso cada dia mais existem investimentos para melhorar o desempenho e produtividade de grandes corporações.

Muitos estudos apontam que para se alcançar tal objetivo é necessário investir na promoção de qualidade de vida do trabalhador e ele está diretamente relacionado a bons hábitos alimentares.

Uma dieta inadequada em calorias implica em diminuição da eficiência física em proporção direta ao grau de insuficiência calórica. Em decorrência deste desequilíbrio dietético, ocorre a diminuição da força e da tensão muscular e o comprometimento da aptidão para o trabalho.

Por isso boa parte das empresas, oferece o benefício alimentação, que é uma excelente ferramenta para incentivar a nutrição dos funcionários. A boa alimentação do colaborador é sinônimo de muitos benefícios, tanto para saúde de quem o pratica quanto para a empresa, que além de ter um profissional mais saudável, também terá mais disposição e ânimo no ambiente de trabalho. Além disso, melhora a imunidade dos colaboradores, aumento a capacidade física e de concentração, reduz acidentes de trabalho e absenteísmo e, por fim um dos fatores mais importantes, a satisfação da equipe.

Programas de promoção de saúde e prevenção de doenças é outra ação positiva das empresas, pois orienta os colaboradores, inclusive com cuidados paliativos a doenças crônicas e para própria empresa previne os altos custos com planos de saúde.

Há empresas que estão inovando em programas voltados ao bem estar dos colaboradores, exemplo disso são as que oferecem café da manhã, frutas, lanches intermediários, refeições completas e atendimento nutricional com dietas especificas. Com isso, demonstram a preocupação em elaborar cardápios com os valores nutricionais, substituindo nos refeitórios frituras por assados, refrigerantes por sucos, doces por frutas e saladas

Entretanto, é essencial que as empresas se atentem ao fato que as necessidades calóricas variam de acordo com a ocupação do profissional e indique, por meio de programas nutricionais, o cardápio mais adequado aos seus colaboradores. Ações como estas, seguramente, são favoráveis para as empresas e o bom rendimento de todo o grupo.

Fonte: http://www.rhcentral.com.br/artigos/artigo.asp?cod_tema=3108

« Voltar para Informativos