DICAS

Criatividade em Foco

Com táticas simples e práticas, é possível estimular o processo criativo e transformar a forma de pensar, de produzir e de ver o mundo.

Subverter, criar, transformar, pensar diferente. Em seus muitos significados, a criatividade carrega um sentido comum: o de provocar mudanças. Sem ela, seria praticamente impossível pensar em evolução social e, principalmente, em desenvolvimento humano.
Norteado pelo pensamento divergente, esse talento exige que a mente se abra de uma nova maneira para encontrar soluções. Para difícil? Pois sabia que qualquer pessoa tem capacidade para melhorar essa habilidade.
O problema é que a criatividade ainda é encarada como algo inalcançável. “Muita gente desiste de ser criativo, porque acha que é um talento que somente os gênios podem ter. Mas esquecem de que gênios tiveram que trabalhar muito para chegar lá”.
Segundo o pesquisador inglês Michael Kirton, a criatividade pode ser dividida em dois tipos: a inovadora, aquela das grandes ideias que quebram paradigmas, e a adaptadora, relacionada à flexibilidade de como se lida com a vida. “Há pessoas que usam a criatividade para se adaptar ao mundo e há as que geram inovações de impacto”, concorda Giselda Kassoy, consultora e especialista em criatividade e inovação.

COMO SER CRIATIVO?

Antes de responder a essa pergunta é importante entender como o talento pode nascer. O psicólogo Sergio Felix explica que se manifesta em três ocasiões: quando há necessidade de sobrevivência e de adaptação, em estados de relaxamento e descontração e para pessoas que cresceram em ambientes propícios à inovação. Confira algumas dicas.

« Voltar para Dicas