DICAS

A arte do desabafo

Comportamento

Expor problemas é necessário, porém remoer-se pode ser prejudicial.

Dor, angústia, alegria, satisfação.
O cérebro (leia-se também o “coração”) recebe esses estímulos e respostas, que diferem de uma pessoa para outra. À vezes, é preciso “colocar para fora” a fim de enfrentar, dividir e superar essas sensações e sentimentos.
Eis, então, que recorremos ao cheap tag heuer replica watches chamado desabafo, que pode ser exteriorizado desde uma conversa com alguém de confiança, passando por terapeuta, até mesmo um grito ou choro: “Desabafar é aliviar-se, abrir o coração, desopilar o fígado. Tensões são parte da vida, assim como relaxamentos. Quem ‘des-abafa’ estava abafado, pressionado, e buscou o equilíbrio físico e psicológico, tratando ‘recarregar as baterias’ para as próximas tensões”
Desabafar, segundo os especialistas, é apenas o primeiro passo.
Relembrar para reavaliar, tenho uma visão realista, é necessário; já as ruminações só fazem aprofundar e piorar o estado. Portanto, é essencial que a pessoa, incluindo amigos e familiares, verifique se o que a aflinge faz com que permaneça ansiosa ou deprimida por um tempo excessivo.
Caso isso ocorra, parte-se para a ajuda de replica tag heuer watches profissionais, como psicológicos, psiquiatras e psicoterapeutas.
Seja pelo gesto ou pela palavra, o desabafo é uma prática que norteia o que sentimos. É a arte de vivenciar o que está em nossa volta, em suma.


Fonte: Revista Abramge Medicina Social - nº 224

« Voltar para Dicas